Como criar intimidade com as mulheres

Lá estava meu amigo, no seu segundo encontro com uma gata de fazer inveja para qualquer marmanjo, quando bateu uma dúvida: será que ela realmente está afim?

A Dúvida

Meu amigo ficou com essa sensação porque, mesmo depois de já terem conversado antes, parecia que não havia intimidade entre eles, o que fez que o cara sentisse que havia algo errado e até duvidasse que poderia rolar algo mais.

Ainda bem que logo ele percebeu que esse tipo de questionamento é natural.

Como cada pessoa é diferente, nem sempre aquele clique ocorre instantaneamente entre o casal.

Mas essa demora não significa que a química não irá acontecer.

Aja com Naturalidade

No caso do meu amigo, ele notou que a sua vontade de ter sucesso na conquista aumentava a pressão para tudo dar certo.

Consequentemente, seu nervosismo e a sua ansiedade iam às alturas. E, é claro, isso acabava sendo percebido pela gata, que também ficava desconfortável.

Depois que ele desencanou e passou a agir com mais naturalidade, o clima estranho foi dando lugar a mais momentos de intimidade.

Portanto, se você sentir que não há intimidade logo nos primeiros encontros, não desista, afinal, ela pode estar apenas esperando você ser você mesmo para se manifestar e proporcionar ótimas oportunidades ao casal.

Gerando Intimidade

Cara, apesar do que acabei de te dizer, há situações em que é preciso adotar algumas atitudes mais incisivas para criar intimidade com a mulherada, além de agir com naturalidade.

Eu, por exemplo, já tive que me esforçar bastante quando estava super afim de uma gata, mas parecia que existia uma barreira entre nós.

Como eu fiz para conseguir superar esse problema?

Bem, a primeira coisa que decidi fazer foi manter um diálogo aberto. Joguei minhas inseguranças na mesa, mesmo arriscando o interesse da gata por mim. Ao mostrar minha vulnerabilidade, a garota viu que eu também estava tão nervoso quanto ela, e quase que automaticamente ela relaxou muito mais.

Comunicação Direta

A comunicação honesta entre um homem e uma mulher serve para simplificar as coisas. A intimidade criada por mim com essa gata ocorreu a partir do momento em que ambos superamos nossos maiores medos e expressamos nossos sentimentos, desejos, entre outros assuntos.

Portanto, recomendo que você estimule sua ficante ou até namorada a trocar experiências sem medo, o que certamente aumentará o elo entre vocês.

De Atenção

Mais do que isso, eu foquei meus esforços em ouvir melhor o que a gata tinha a dizer. Ao conversar com alguém, eu mal absorvia tudo o que era falado, pois estava preocupado em agradar, manter uma pose de macho alfa ou simplesmente porque não parava de pensar nos momentos após o encontro, como quando eu poderia beijar a gata como eu queria.

Porém, assim que eu passei a escutar mais, a mina se sentiu valorizada e a cumplicidade entre nós aflorou.

Mas não tem como criar uma intimidade satisfatória se você não passar momentos a dois com a gata. Por mais que eu já estivesse muito à vontade com minha ficante após altas conversas via WhatsApp, na hora de me encontrar pessoalmente bateu aquela crise, afinal, nem sempre a química virtual acontece ao vivo e a cores.

Pensando nisso, eu deixei o pessimismo de lado e tentei esquecer de tudo o que estava ao meu redor, conversando de forma descontraída com a gata, como se estivesse falando por telefone com ela. E não é que funcionou?

Intimidade ideal

Além disso, eu não esqueci que a intimidade acontece mais rapidamente quando os momentos a dois são realmente a dois. Nada de vela ou outros amigos junto em encontros!

Por isso, eu marcava jantares só com a gata, sessões de cinema sem os amigos e até viagens a dois, quando já havia uma certa intimidade entre nós. Dessa forma, nós fomos nos conhecendo melhor a cada novo contato.

E, claro, não bastava fazer tudo isso. Era preciso ainda apimentar a relação pouco a pouco. Sendo assim, fui aplicando ideias criativas e até ousadas, tanto em encontros como na cama, o que elevou o nível de intimidade até a estratosfera.