Você se lembra de quando você ficou perdidamente apaixonado por uma mulher que não tinha o mesmo sentimento por você?

Então, esse tipo de amor não correspondido é o chamado amor platônico, que pode ser tão avassalador quanto qualquer outra forma de amor.

Como esse sentimento nos deixa bobos, é importante conhecer 3 sinais de um amor platônico.

Como não ocorre a reciprocidade, não acontece o toque e nem uma aproximação emocional com o objeto de desejo.

Por conta disso, é natural que o amor platônico seja associado a idealizações e fantasias. Eu mesmo já tive vários amores platônicos antes de encontrar minha gata.

Por isso, também sofri um monte por não ser capaz de concretizar aquilo que eu imaginava.

Outra característica do amor platônico é a falta de conhecimento da mulher em relação ao seu sentimento. Isto é, por mais que você ame a garota com toda sua força e até tente demonstrar isso, a moça nem sempre percebe tal sentimento.

E o pior: mesmo que notasse que você a ama, ela jamais ficaria com você, afinal de contas, é essa impossibilidade que caracteriza o amor platônico.

Mas como eu faço para descobrir se o que eu sinto é platônico ou não? Cara, essa pergunta surge na cabeça de muitos outros homens, inclusive eu, na minha época de inexperiência.

Sendo assim, vou te ajudar repassando os conhecimentos que eu aprendi no decorrer dos anos.

Veja 3 sinais de um amor platônico

1. Fora do seu alcance

Se uma gata estuda em outro país, se a religião dela prega o oposto do que você acredita, se você a viu uma vez na rua e nem sabe o nome dela, a chance de ser um amor platônico é grande.

Para você ter uma ideia bem clara, vou citar uma situação em que eu estava caidinho por uma gata fora do meu alcance.

Muitos anos atrás, eu estava de olho em uma garota que pegava o mesmo ônibus que eu. Depois de alguns dias, eu fiquei encantado por ela, que sumiu e nunca mais deu as caras no mesmo ônibus.

Mesmo assim, eu fiquei com a esperança de que ela apareceria novamente e nós viveríamos uma bela história juntos.

Claro que tudo não passava de ilusão, afinal, como eu ficaria com alguém sobre quem eu não sabia nada e que eu nunca mais vi?

Há até outros casos em que o amor é platônico porque a mulher é ainda mais inalcançável. Eu mesmo já me vi louco de amor por uma atriz brasileira.

Eu me iludia pensando que seria pior se fosse uma Angelina Jolie da vida, que nem era do meu país. Porém, demorou para cair a ficha que a chance de ter algo concreto com a minha musa era igual a zero.

2. Pânico de tentar algo

Voltando à minha paixão platônica do ônibus, um dos sinais de que o amor é platônico era o meu pânico só de pensar em falar de verdade com a gata.

Mais do que os sinais costumeiros de que se está apaixonado, como coração acelerado, frio na barriga, entre outros indícios, eu travava completamente ao pensar em tomar uma atitude.

Como qualquer relação requer que o cara ou a mulher deem o primeiro passo, dificilmente meus desejos seriam realizados.

Se a garota mal sabia da minha existência e eu simplesmente não tinha condições de chegar nela, é claro que tudo não passaria de um amor platônico, que jamais se tornaria realidade.

3. Medo de acabar com a ilusão

O amor platônico, como eu te falei, é associado à idealização da pessoa amada. Diante da possibilidade de quebrar o encanto, houve vezes em que eu preferi não acabar com a ilusão.

Logo, até tive a oportunidade de falar com a gata da vez, mas achei melhor não descobrir possíveis características que manchariam a imagem perfeita que eu tinha criado na minha mente sobre ela.

Pronto, basta levar em conta os sinais acima para saber se o seu amor é platônico ou não.

Sobre o Autor

Santo Papo

Criador do Projeto Santo Papo em 2008, Marcel Kume já ajudou dezenas de milhares de homens de todo o mundo a ter uma vida amorosa plena e feliz, atuando como Coach de Relacionamentos a mais de 10 anos. Hoje conta com o maior canal do Youtube brasileiro com o tema conquista e sedução de mulheres e já conta com mais de 750 mil inscritos.