Quando estamos apaixonados ou apenas loucos para ficar com uma gata, há o risco de mudarmos nosso comportamento com o intuito de agradar à moça em questão.

Esse tipo de alteração pode até ajudar na conquista, mas se você não se fiscalizar, você poderá fazer papel de bobo, com a garota montando em cima de você. Então, como não deixar uma mulher te fazer de bobo?

Para te ajudar a responder à questão acima, vou compartilhar algumas das minhas experiências dos meus tempos de solteiro, quando eu também fazia o que estava ao meu alcance para despertar o interesse da mulherada, inclusive cometendo erros ao tentar ser bom e não passando de um tolo.

Veja como não deixar uma mulher te fazer de bobo

1. Não correr atrás o tempo todo

Um dos meus maiores erros na época da paquera era ficar correndo atrás de mulheres o tempo inteiro. Esse tipo de atitude só mostrava a elas que eu estava disposto a perder o meu tempo tentando conquistá-las. Assim, muitas garotas abusavam dessa minha boa vontade e me faziam comer na mão delas.

Cara, eu lembro que teve uma gata que, ao notar minha disposição para encantá-la, me colocou numa espécie de reserva, pois sabia que eu estaria pronto para ficar com ela sempre que ela quisesse e quando o cara que era prioridade não estivesse afim dela naquela momento.

Apenas depois de passar por maus bocados eu finalmente percebi que estava me degradando ao correr atrás de quem claramente não me encarava como o primeiro da lista de pretendentes.

Para evitar que a mulher continuasse a me humilhar, eu dei um tempo e parei de entrar em contato com tanta frequência. Desse modo, a gata sentiu na pele o que era ser ignorada, o que fez a gata repensar as próprias atitudes em relação a mim.

2. Ficar ocupado com atividades diversas

Outro equívoco que me colocava no papel de bobo da corte era focar a minha vida na sedução da gata que eu queria conquistar. Como a mulher via que eu deixava tudo de lado assim que ela estalasse os dedos, ela se sentia como a minha dona, uma vez que eu deixava que ela dominasse não somente meus pensamentos, mas as minhas ações também.

Eu só virei o jogo depois de me manter ocupado com atividades diversas, como trabalho, estudos e hobbies.

Em vez de estar disponível para conversar ou ficar com a garota, eu me ocupava com esportes, idas ao cinema, papos com meus amigos e outras atividades que provavam que eu também tinha uma vida tão interessante quanto à vida da minha amada, que parou de achar que eu dependia dela para tudo.

3. Não perdoar todas as mancadas da gata

Independentemente de estar namorando ou só ficando com a gata, eu tive melhores resultados quando parei de perdoar todas as mancadas dela, pois antes disso, o meu medo de perdê-la fazia com que eu perdoasse esquecimentos de responder mensagens, atrasos e até mesmo traições.

Ao agir com mais rigor, sem dar chance atrás de chance para a garota, eu mostrava que não estava mais disposto a ser tratado como um otário.

Dessa maneira, a mulher com quem eu tinha uma relação pensava muitas vezes antes de me magoar, afinal, não haveria mais outras oportunidades de me ter novamente, mesmo que a gata viesse toda irresistível pedir desculpas.

Amigo, lembre-se de que basta seguir o meu exemplo para garantir mais sucesso nos seus relacionamentos, sem que sua ficante ou namorada trate você como se você fosse uma peça de tabuleiro que ela controla como bem entende.

Sobre o Autor

Santo Papo

Criador do Santo Papo e da franquia de treinamentos Guerra da Sedução, Marcel Kume já ajudou dezenas de milhares de homens de todo o mundo a ter uma vida amorosa plena e feliz, atuando como Coach de Relacionamentos. Hoje conta com o maior canal do Youtube brasileiro com o tema conquista e sedução de mulheres e já conta com mais de 270 mil inscritos.